terça-feira, 20 de setembro de 2016

Mãe de menino "homem"



As vezes tenho a impressão que os sonhos da maternidade são cor-de-rosa... 
Só as vezes... 
Pra mim a maternidade sempre foi azul!
E sempre sonhei, idealizei que seria mãe de meninos.
E foi exatamente como aconteceu...
Sou mãe de dois homens!



Tenho a impressão que mães de meninas brincam de boneca.
E nós, mães de meninos, brincamos de super heróis...
Só impressão!! 
Guardadas as devidas proporções das idealizações (e ilusões) o fato é que ser mãe é um privilégio fantástico seja de um ou de outro, ou de ambos.


Eu já escrevi centenas de vezes sobre ser mãe e sobre meus filhos.
Essa é de longe a minha maior inspiração...
E piração!



Eu me apaixonei imediatamente pelos meus meninos!
Cada um a seu modo!!!
Eu brinquei de carrinho Hot Wheels, andei de bike, eu joguei vídeo game, eu acampei (acreditem eu a-cam-pei!!! é amor pra chuchu viu!!!) eu voltei a andar de patins por causa deles... 
Na idade que eu tinha que olha-los no play do prédio onde morávamos, enquanto andavam de skate, eu já tinha lido todos os meus livros no bendito play!!! Eu que nunca me entendi bem com o tal do skate, peguei os patins de uma menina, e sai andando como se não houvessem uns bons 20 anos entre a última vez que tinha andado e aquele dia...
Esses meninos me fizeram renascer muitas vezes em várias áreas da minha vida.
Sou extremante grata a inspiração e transpiração que eles me proporcionam sempre.


Sou o tipo de mãe que quer ensinar tudo...
Sim, eu sei, todas queremos... 
Mas eu cresci sem mãe, a minha certeza que a vida é breve (e rápida) veio infelizmente muito cedo, com a morte da minha mãe.

Eu já ensinei sobre deixar uma amiga, namorada, colega de trabalho, em casa e sair com o carro quando elas já tiver entrado. 
Ensinei...
Abrir a porta do carro para uma mulher...
Outro dia ensinei sobre presentes... 
Um dos meus filhos foi comprar um presente para namorada eu disse: "Filho, mulher bacana, especial, namorada séria merece presente bom, caro"!!! Mulher sem importância lembrancinha! 

Compro livros que considero essenciais caso eu não esteja aqui, os livros falarão por mim, coisas que talvez eu não tenha tempo de falar. Ensinei sobre Deus, projeto de vida, foco, atitude, namoradas...  



Ate que um belo dia o amor bateu a porta (deles)!!!
A primeira namorada...
A primeira desilusão...
A primeira festa de 15 anos...



O primeiro terno...
Ahhh que lindo'
"Nada de foto mãe" 
"PELOAMORDEDEUS foto não mãe! Que mico!!!"
Eu diplomata que sou (ô vontade de não ter sido tanto e conseguir ser tirana as vezes) OK filho, nada de fotos...

Noite longa...
A primeira de muitas de levar e buscar filho adolescente...
A primeira de muitas noites insones com os filhos vivendo sua própria historia.
Entre dormir e acordar... 
Não tá em mim, não relaxei e dormi ate as 4 da madrugada, foi uma noite sem descanso. 
Noite longa onde o útero latejou... 
A celebre frase de que "filho é pro mundo" ecoa do cérebro ao útero, mas o útero não compreende pelo menos não ainda...




Aí a mãe vai buscar o filho, estão todos lá...
Os meninos de terno todos juntos de um lado e as meninas de vestido saindo com seus pais...
Mãe de menino não desce do carro!!!
Ainda tem essa!!!! 

A mãe busca o filho as 4 da manhã louca pra saber como foi...
Um misto de leoa (preocupada) e de coruja (orgulhosa), quer saber tudo nos mínimos detalhes e pegunta t.u.d.o...

O filho "homem" não fala nada além de: 
"Foi legal mãe!"
A mãe que é "mulher" insiste, doida pra saber o mínimo da primeira noite de terno do filhote, de namorado, e o menino que é "homem" fala:
"Foi legal mãe!"
"Mãe eu sou homem, eu não vi tanta coisa assim, eu não consigo contar tantas coisas assim... Foi legal"

Três "legais" depois, a mãe que é "mulher" se deu por vencida, guarda sua ansiedade no bolso do roupão, o look as 4 da manhã só poderia ser roupão e seguem os dois silenciosos até em casa.

O pequeno "homem" dorme...
A mãe que é "mulher" e tem alma de artista escreve.



As vezes, eu penso que se tivesse tido também uma menina teria mais conversa nessa casa...
Só as vezes...


Kevin, eu e Nícolas


Beijos para minha maior inspiração e transpiração nessa vida...
Meus filhos Nícolas e Kevin 
Amo vocês!!!

10 comentários:

  1. Texto maravilhoso!!!
    Obs.: É impressão minha, ou fui mencionada? Hahaha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Linda Marina, vc é parte da historia sim e esta incluída no hall das meninas especias e caras! Mantenha-se sempre assim especial, cara e valiosa! vc é um ouro de menina!

      Excluir
    2. Linda Marina, vc é parte da historia sim e esta incluída no hall das meninas especias e caras! Mantenha-se sempre assim especial, cara e valiosa! vc é um ouro de menina!

      Excluir
  2. Texto maravilhoso!!!
    Obs.: É impressão minha, ou fui mencionada? Hahaha

    ResponderExcluir
  3. como sempre me delicio com seus textos....adoro!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você também me inspira Maguy, super hiper melhor amiga, já escrevo esperando seus aplausos ou lagrimas, obrigada por me apoiar tanto!

      Excluir
    2. Você também me inspira Maguy, super hiper melhor amiga, já escrevo esperando seus aplausos ou lagrimas, obrigada por me apoiar tanto!

      Excluir
  4. A construção do sentido que se quer dar aos fatos emerge das ideias, se retroalimenta na experiência e no fazer prático, então mais legítimo e lúcido texto não poderia haver! Parabéns, Gisele.

    ResponderExcluir