sábado, 29 de agosto de 2009

Crianças


6 comentários:

  1. PARABENS!!! Patricia P.

    ResponderExcluir
  2. Obrigada pela visita Gisele!
    Muito legal o blog, parabens.
    =)

    ResponderExcluir
  3. Patricia, Obrigada! Seja bem vinda! BJS

    ResponderExcluir
  4. Yuri, a recíproca é vedadeira, adorei seu trabalho! Seja muito bem vinda! BJS

    ResponderExcluir
  5. Olá Gi,
    Gostei desta matéria. É super importante resgatar o valor de "ser criança".
    Este seu texto faz vir à tona o que há detrás destas "transformações de crianças em adultos.
    Sabe por que é interessante a certas "minorias" detentoras de poderes como mídia e política esta transformação de valores?
    Aí vai?
    Criança é contestadora por natureza,
    Criança não aceita um "não", sem ter uma boa razão que o justifique.
    Criança pequenina, não quer o que lhe faz "mal": experimenta dar a uma criancinha uma comida com gosto ruim! A cara feia que ela faz!
    Criança é curiosa: quer aprender, quer mexer, ver, tocar, saber, conhecer.
    Criança tem aquela "malícia" inocente, e sempre olha um adulto com certa "desconfiança", quando este lhe promete algo meio fora da realidade.
    Criança tem o cérebro "novinho", com a capacidade de aprender muito mais rapidamente.
    Criança quer brincar, dançar!
    Criança geralmente é mais destemida (claro, deve ser orientada neste sentido)
    Criança ri de todas as situações,
    Criança, só aprende a ter preconceitos a partir do momento que percebe um adulto com uma atitude preconceituosa.
    Naturalmente,uma criança trata todos os amiguinhos com igualdade: não importa se são ricos, pobres, negros, brancos, magro, gordo, estrangeiro, ou do seu país.

    Então, se já não bastasse certos meios de comunicação fazedores de neuróticos e certos políticos, roubarem a vontade de viver de muitos adultos, agora, veem nas crianças um mercado!

    Quanto mais rápido um ser humano "perca sua criança", melhor!
    Será mais facilmente enganada
    Terá mais preconceitos
    Aprenderá a ser uma vaquinha de presépio sem contestar.
    Ou seja: é um ser completamente passível de ser enganado, ludibriado, feito de tonto.
    É um ser que "aceita tudo", porque "é assim mesmo".

    Ao escrever este comentário, me veio forte na cabeça, aquela frase maravilhosa de um grande músico e poeta brasileiro já falecido. O nosso Renato Manfredini Júnior, mais conhecido como Renato Russo:
    "Já não sou mais, tÃO criançaaa, a ponto de saber tudo".

    Um abraço,

    Marcia

    ResponderExcluir
  6. Toda crinça "merece" um adulto equilibrado na vida! BJS

    ResponderExcluir